01 março 2018

Ho'opono pono

Ho'opono pono é um método ancestral de cura holística havaiana. Durante séculos foi praticado apenas pelos kahunas/curandeiros das tribos nativas.

Na década de 1960, contra a vontade da sua comunidade, uma das guardiãs dessa sabedoria - Morrnah Nalamaku Simeona - decidiu transmiti-la ao maior número de pessoas possível.

A fama de Morrnah Simeona e do ho'opono pono chegou ao conhecimento do psicólogo havaiano lhaleakala Hew Len.

Tendo observado os surpreendentes efeitos do ho'opono pono na saúde de uma das suas filhas, o Dr. Hew Len tornou-se aprendiz e discípulo de Morrnah Simeona.

A determinada altura, os fantásticos resultados que o Dr. Hew Len obteve na aplicação do ho'opono pono aos sujeitos internados na ala psiquiátrica de um estabelecimento prisional havaiano, espevitaram a curiosidade de psicólogos, neuro-cientistas e life coaches.

O Dr. Hew Len partilhou o seu conhecimento com inúmeras pessoas. Primeiramente através de consultas individuais e familiares. Mais tarde, através de palestras, seminários e entrevistas.

Paralelamente, nomes sonantes como o Dr. Joe Dispenza e o actor Joe Vitale procuraram amplificar a voz do Dr. Hew Len e os benefícios do ho'opono pono. Em pouco tempo multiplicaram-se as entrevistas, palestras, seminários, livros e online sites. O Dr. Hew Len participou em muitas dessas iniciativas e eventos, mas a certa altura percebeu que se gerava uma onda populista e mercantilista. Por considerar que se estava a desvirtuar o verdadeiro significado e propósito do ho'opono pono, deixou de colaborar e apoiar quaisquer iniciativas do género. 

Atualmente o Dr. Hew Len não dá consultas, nem participa em eventos públicos. Numa das suas últimas e raras entrevistas, esclareceu que continua a ser um fiel praticante do ho'opono pono como instrumento fundamental da sua "autocura", e que já deu o contributo possível para a divulgação da verdadeira essência desse método. Apesar disso, o seu nome continua a ser utilizado por várias entidades/organizações/personalidades como "padrinho" de eventos e plataformas comerciais.

Alguns familiares e parentes de Morrnah Simeona, em particular uma sobrinha - Mahealani Kuamo'o-Henry - têm dado continuidade ao seu trabalho de divulgação e prática do ho'opono pono. Fazem-no de forma discreta, integra, leais à sua ancestralidade. Repudiam a interpretação ocidentalizada e o marketing gerado à volta dessa sua herança.

O meu primeiro contacto com o ho'opono pono aconteceu há cerca de 5 anos. Desde então tenho procurado as suas raízes, estudado e praticado. Reconheço-lhe enormes benefícios. Gostaria de destacar os que se prendem com o  auto-conhecimento, o despertar da consciência e a melhoria das constelações relacionais.

No próximo domingo estarei disponível para partilhar um pouco do que aprendi com quem queira saber mais. Na Sobreda da Caparica, das 11h30 às 12h30. Valor de troca: €10.

Ho'opono pono!

28 março 2017

Cria a vida que queres ter. Tu tens esse poder.

O primeiro passo para  mudares a tua vida é assumires total responsabilidade pela vida que tens.

Quando culpas o passado, as circunstâncias, ou quem te rodeia, estás a dizer que não tens o controlo da tua vida.

Olha para o presente como o resultado das tuas escolhas, comportamentos,  atitudes, padrões de pensamento e de relação com os outros.

Cria resultados diferentes. Cria a vida que queres ter. Tu tens esse poder.










25 abril 2015

Mindfulness: porque é que toda a gente fala nisso?

O termo Mindfulness traduz a ideia de atenção focada no momento presente (aqui e agora), abertura de consciência, clareza de pensamento. É uma abordagem à realidade individual praticada desde há séculos. O Taoismo e o Budismo foram os seus primeiros percursores, através da prática de Meditação. Hoje, é amplamente utilizado em diferentes contextos, incluindo o psicoterapêutico.

O Mindfulness não altera as circunstâncias de cada um mas, a forma como suas circunstâncias são percebidas. O mesmo é dizer que, se por fora parece tudo igual, por dentro sente-se maior flexibilidade e amplitude mental, com impacto evidente no humor, atitude e comportamento.

Alguém sem trabalho não vai encontrar o emprego dos seus sonhos por meditar ou praticar Mindfulness. No entanto, a atitude perante as circunstâncias altera-se. Com a prática, conquista uma sensação permanente de bem estar e de gosto pela vida, não importa o quê. E isso pode fazer toda a diferença quando se procuram soluções de emprego, não é?

O mesmo se aplica a tudo na vida, seja uma doença, uma perda ou um acidente. O Mindfulness permite-lhe viver como testemunha dos acontecimentos, sem se identificar com a "história".

As circunstâncias presentes (divorciado, desempregado, doente...) não o definem. Desfocando a aparência e a forma das coisas, é muito mais do que uma embalagem ou um rótulo, não é verdade?

Porque é que toda a gente fala de Mindfulness? Porque é uma alavanca de transformação pessoal.

O que é que o Mindfulness pode fazer por si? Ajudá-lo sentir-se mais livre, inteiro e com maior paz interior.

24 abril 2015

Meditação e uma Página Virada pelo vento

As minhas primeiras experiências com Meditação aconteceram há 25 anos, fruto de leituras relacionadas com o Budismo Tibetano. Voltei a aproximar-me da Meditação há cerca de 5 anos e integrei-a na minha rotina diária. Um tempo de recolhimento, evasão e bem-estar que não dispenso.

Mais recentemente, familiares, amigos e conhecidos mostraram curiosidade e interesse por este meu hábito. Depois de alguns encontros para meditação guiada por mim, individualmente e em grupo, o passa-a-palavra fez com que surgissem naturalmente workshops e sessões de prática de meditação, orientados por mim.

Cada um de nós é um livro com muitas páginas. A maioria delas permanece privada. A Meditação era, até este momento, uma página privada do livro que sou. O desenrolar dos acontecimentos justifica que a torne publica neste momento.

A Meditação tem sido utilizada pelas mais ancestrais tradições filosóficas e religiosas, como um meio para alcançar o Nirvana, a Iluminação, o Sétimo Céu, a Abertura de Consciência, a Paz de Espírito. Progressivamente ocidentalizada, distanciou-se da sua génese religiosa e ritualista. Hoje é, sobretudo, entendida como um método de desenvolvimento pessoal, traduzido nos mais variados estilos: meditação transcendental, meditação aplicada a estados específicos como a ansiedade, depressão ou reeducação alimentar, walking meditation (meditação a caminhar), entre outros.

Independentemente da opinião de cada um sobre esta evolução e o risco de vulgarização deste método, a Meditação chega hoje a mais pessoas, e isso é inestimável.

A Meditação está para a mente, como um duche matinal está para o corpo. O estado meditativo permite fazer um verdadeiro "reset" da mente: descomprime-a e revitaliza-a. E isso tem um impacto real e significativo na saúde e no bem estar geral (físico, emocional e intelectual).

A prática regular de Meditação tem benefícios múltiplos, dos quais destaco:
  • Promoção da atenção, concentração e memória
  • Estabilidade do humor positivo
  • Aumento da auto-estima
  •  Relações mais plenas e satisfatórias
  •  Diminuição do stress e da ansiedade
  • Controlo da pressão arterial
  • Reforço do sistema imunitário
  •  Redução de processos inflamatórios
Deixo-lhe abaixo um exercício básico  para que possa experimentar e ter uma ideia de como se faz. Fique atento ao Facebook do Virar a Página. Em breve haverá mais um curso de Iniciação à Meditação e o mês de Maio promete surpresas.

  1. Coloque-se numa posição confortável. É preferível que se posicione sentado no chão, no entanto não deve ser excluída a possibilidade de se sentar numa cadeira, ou até mesmo de se deitar. Procure ter a coluna vertebral alinhada e, se possível, os pés no chão.
  2. Dirija a sua atenção para o ciclo respiratório: inspiração e expiração. Procure inspirar e expirar unicamente pelo nariz. Inspire e sinta o fluxo de ar entrar pelas narinas e varrer as vias respiratórias, os pulmões, o diafragma, e encher o abdómen. Expire, permitindo que o abdómen, diafragma e pulmões se esvaziem completamente. Respeite o padrão e o ritmo respiratório que lhe é natural.
  3. Descontraia, progressivamente, o rosto, os ombros, as regiões dorsal, lombar e abdominal, os braços e as pernas.
  4. Corrija a sua postura, se necessário. Recorra a ciclos respiratórios profundos para aliviar quaisquer tensões corporais.
  5. Relaxe agora a mente. Permita que os pensamentos emerjam. Abstenha-se de os julgar, qualificar, reter ou reprimir. Liberte-os.
  6. Observe a lentificação progressiva dos ritmos respiratório e mental.
  7. Desfrute da sensação de bem-estar, quietude e harmonia.
  8. Volte a sua atenção para o corpo. Mexa lentamente os dedos das mãos e dos pés. Faça um ciclo respiratório profundo. Quando se sentir confortável, abra lentamente os olhos.







25 outubro 2014

Sonha, acredita, faz acontecer



Explore ~ By Isaac GautschiSe só acreditas no que vês, a tua visão é limitada.

Antes de existirem microscópios, a vida microscópica já lá estava.

Alguém acreditou.


Não limites a tua vida.

Sonha, acredita, faz acontecer.

23 outubro 2014